Mais de 180.000 pessoas seguem este blog. Verifique nosso contador:

Seja um seguidor deste blog (preencha com seu e-mail)

06 de maio - Dia do Psicanalista

Foi criado em 2008 através da Lei n.º 12.933, de 23/04/2008, o "DIA DO PSICANALISTA", à ser comemorado todo dia 06 DE MAIO - dia de nascimento do pai da Psicanálise Dr. Sigismund Schlomo Freud, mais conhecido como Sigmund Freud.

O QUE FAZ UM PSICANALISTA?!

A psicanálise é uma ciência que foi criada por um médico neurologista chamado Sigmund Freud, que a partir das observações constituídas de seus pacientes diagnosticados com neuroses desenvolveu as teorias psicanalíticas de investigação da mente humana seus traumas, fobias, complexos, pulsões, conflitos, transtornos etc.

As teorias de Freud, são utilizadas em consultórios, clínicas, hospitais e centros psiquiátricos para a compreensão do que ele denomina de inconsciente, e trazer para o consciente as causas que trazem o conflito gerado no indivíduo para buscar o equilíbrio do ser.

O psicanalista clínico trabalha com o objetivo de compreender o diagnóstico do seu paciente para que assim possa tratá-lo ou até mesmo curá-lo com a colaboração dele.

Para um bom trabalho do psicanalista clínico é necessária a utilização de vários recursos terapêuticos para que esse processo possa beneficiar mais o paciente.

A atuação do psicanalista não é tarefa fácil, intervir nos conflitos da mente humana é um trabalho que exige a cooperação de muitos aspectos inclusive, o equilíbrio emocional do próprio psicanalista.

Tudo está pautado na relação de confiança entre o psicanalista e o paciente, sendo o diálogo o principal instrumento de trabalho.

QUANDO PROCURAR UM PSICANALISTA?!

Há algumas manifestações e sintomas que podem indicar a necessidade de buscar um profissional. Algumas delas são:

> problemas em se relacionar no ambiente de trabalho ou familiar
> sensação de vazio ou inadequação
> dificuldade em expressar suas emoções
> sentimento frequente de ressentimento ou mágoa
> preocupações obsessivas
> medos que a princípio possam ser injustificados
> angústia, tristeza, solidão, frustração 
> depressão, fobia, ansiedade

Vale ressaltar que um tratamento psicanalítico não é somente destinado para tratar algum distúrbio, podendo ser uma boa ferramenta para quem deseja se conhecer melhor e descobrir novas perspectivas.

Prof. Dra. Regiane Souza Neves - Atua há 26 anos na área da educação onde foi professora, coordenadora pedagógica e diretora, sendo que nesta última função permaneceu por 15 anos como diretora na educação básica e está há 7 anos como diretora do CEADEH Centro de Estudos Avançados em Desenvolvimento Educacional e Humano (escola de formação continuada para educadores). Também atua há 11 anos em clínica como neuropsicopedagoga, neuropsicologa, psicopedagoga, psicomotricista e psicanalista, onde realiza diagnósticos para transtornos do neurodesenvolvimento como TEA, TDAH, TOD entre outros. Há 20 anos atua em estudos e desenvolvimento de políticas públicas.