Mais de 180.000 pessoas seguem este blog. Verifique nosso contador:

Seja um seguidor deste blog (preencha com seu e-mail)

Para maioria dos brasileiros, sexo do candidato ao pleito eleitoral não interfere na escolha do voto

 Este texto faz parte do livro:

SOUZA NEVES, Regiane. A voz e a vez das mulheres na política: Conhecer para Transformar. Clube de Autores. 1ª edição. São Paulo, 2018

Foi o que constatou a recente pesquisa do DataSenado sobre a participação e a representação da mulher na política brasileira, realizada com abrangência nacional.

A Procuradoria Especial da Mulher apresenta os resultados da pesquisa de opinião “Mulheres na Política”. No total, foram feitas entrevistas telefônicas com 1091 cidadãos de 16 anos ou mais em todos os estados brasileiros.

Para 83% dos brasileiros, o sexo do candidato não interfere na sua escolha política. Sendo que 79% dos brasileiros também responderam que já votaram em uma mulher para algum cargo eletivo.

Na mesma pesquisa, constatou-se que o principal motivo alegado pelas próprias mulheres para não se candidatarem é a falta de apoio dos partidos políticos (com 41% das respostas), a falta de interesse por política aparece em segundo lugar (23%), e a dificuldade de concorrer com homens em terceiro (19%). A falta de apoio da família e as tarefas domésticas são pouco citadas, ficando apenas com 6 e 5% das respostas, respectivamente.

O DataSenado constatou haver considerável desconhecimento da legislação que busca dar mais direitos à mulher na política: 46% dos entrevistados afirmou desconhecê-la. Apesar disso, projetos de lei com o objetivo de conferir maior igualdade entre os sexos foram bem recebidos.

A proposta de paridade entre os sexos nas listas de candidatos dos partidos (ou seja, metade das vagas nas listas para os homens e metade para as mulheres), por exemplo, recebeu apoio de 71% dos entrevistados. Já a punição aos partidos que descumprirem as cotas mínimas por sexo teve apoio de 66%.

Por fim, a reserva de um terço dos cargos políticos do Senado para mulheres teve 69% de pessoas a favor.