Mais de 197.000 pessoas seguem este blog. Verifique nosso contador:

Seja um seguidor deste blog (preencha com seu e-mail)

O coordenador pedagógico e a formação do docente na escola

No âmbito das reflexões sobre as políticas públicas da educação básica, é importante discutir a função do coordenador pedagógico na escola, na perspectiva da melhoria da qualidade do ensino e da promoção da igualdade e do atendimento à diversidade humana presentes no ambiente escolar e fazendo valer o direito de todos a uma educação de qualidade, valorizando a infinita diversidade individual, ao lado do compromisso com o coletivo. Para isso, toma-se como subsídio a atividade desse profissional, propondo-se a identificar quem é ele e a analisar como seu trabalho é realizado buscando indicar as possibilidades e limitações que quem ocupa esse cargo enfrenta. O coordenador pedagógico tem um papel fundamental na gestão dos processos escolares, sobretudo na formação dos professores. Como pano de fundo, apresentam-se as condições de trabalho desse profissional, com destaque à sua formação e atribuições. Busca-se, assim, contribuir para a formulação de políticas publicas que viabilizem a presença de coordenadores pedagógicos nas escolas de todo o país, exercendo as funções articuladora, formadora e transformadora, algo que já está previsto em lei em muitos dos estados e municípios brasileiros. 

O coordenador pedagógico e a sua relação com a formação contínua do docente na escola tem como indicador metodológico os resultados qualitativos, que atribui uma fundamental importância ao coordenador pedagógico na formação desenvolvida na escola e apresenta aspectos intervenientes nesse processo. A formação é assumida como uma prática determinada, influenciada pela cultura escolar e pelas proposições das políticas públicas de formação contínua. 

Dessa forma, uma boa parte das atividades de formação coordenadas pelos coordenadores pedagógicos está muito mais pautada por uma lógica funcional e instrumental na perspectiva democrática e participativa, na organização e no acompanhamento da proposta pedagógica, no espaço escolar, na análise constante das possibilidades e dos limites de autonomia e controle das metodologias aplicadas, de modo que os docentes sintam-se capazes de enfrentar os desafios da educação como uma prática transformadora. 


Referencias:
ALMEIDA, L. R.; PLACCO, V. M. N. S. (Org.). O coordenador pedagógico e o atendimento à diversidade. São Paulo: Loyola, 2015.
DOMINGUES, I. O coordenador pedagógico e a formação do docente na escola. São Paulo: Cortez, 2015.
RIOS, Terezinha Azeredo. Ética e competência. São Paulo: Cortez, 2001.