Mais de 197.000 pessoas seguem este blog. Verifique nosso contador:

Seja um seguidor deste blog (preencha com seu e-mail)

Teorias Educacionais: Rudolf Steiner Pedagogia Waldorf

Os sete primeiros anos de vida, conhecidos como primeiro setênio pela pedagogia Waldorf, são cruciais para o desenvolvimento do indivíduo e devem ser respeitados e impulsionados de acordo com a necessidade de cada criança. Nesses primeiros sete anos, do ponto de vista da pedagogia Waldorf, baseada no legado de Rudolf Steiner, a criança passa pela educação infantil e basicamente precisa ser cuidada naquilo que ela ainda não é autônoma. O ser humano é o ser vivo mais dependente do adulto; a criança precisa ser cuidada do ponto de vista da alimentação, do sono, do ambiente adequado para que ela se ative e ela precisa ter possibilidades de se ativar.

Sendo assim, eu preciso conhecer o que a criança pode em cada período. Esses primeiros sete anos contêm as três primeiras conquistas que diferenciam o ser humano de todos os outros seres vivos que são: a conquista da postura ereta e o andar, a conquista da fala — que torna a criança sociável entre os seres humanos — e a conquista de perceber-se como um ser único quando a criança diz Eu para si mesma. Isso não ocupa os primeiros sete anos, ocupa os três primeiros anos, mas estão contidos nessa faixa etária.

Esse primeiro período é fundamental para a vida e os primeiros sete anos alargam e ampliam a conquista do andar. Por isso, a movimentação é tão importante. Mas precisamos compreender de que maneira isso acontece.

A Pedagogia Waldorf é uma abordagem pedagógica baseada na filosofia da educação do filósofo austríaco Rudolf Steiner, fundador da antroposofia. A pedagogia procura integrar de maneira holística o desenvolvimento físico, espiritual, intelectual e artístico dos alunos. O objetivo é desenvolver indivíduos livres, integrados, socialmente competentes e moralmente responsáveis. As escolas e professores possuem grande autonomia para determinar o currículo, metodologia e governança.

A pedagogia Waldorf incentiva e encoraja a criatividade, nutre a imaginação e conduz os alunos a um pensamento livre e autónomo. Uma das características marcantes da pedagogia Waldorf é o fato de não se exigir, do aluno, o cultivo precoce do pensamento abstrato. Almeja-se que as aulas sejam um preparo para a vida. Procura-se desenvolver as qualidades necessárias para que os jovens floresçam e saibam lidar com as constantes e velozes mudanças que se apresentam no mundo com criatividade, flexibilidade, responsabilidade e capacidade de questionamento. 

Entende-se que o jovem, cada vez mais, precisa ser articulado e capaz de se comunicar claramente, tanto se abrindo para o que os outros têm a dizer como encontrando a melhor forma para expressar seus pensamentos ao mundo. Para tanto, a pedagogia Waldorf, segundo seus adeptos, permanece revolucionária até os dias de hoje.